afinal-por-que-consumir-alimentos-organicos.jpeg

Afinal, por que consumir alimentos orgânicos?

A preocupação com a saúde vendo crescendo nos últimos anos. Afinal, as pessoas querem viver mais, e com mais qualidade de vida. Nesse sentido, a alimentação é um fator fundamental para a saúde — e é por isso que a produção de alimentos orgânicos ganha cada dia mais adeptos.

Certamente, você já ouviu falar que os alimentos orgânicos fazem bem para a saúde. Mas você sabe por que eles são tão recomendados? Quais são os seus benefícios, e por que eles devem ser consumidos?

Então, se você quer saber mais sobre o assunto e descobrir por que consumir alimentos orgânicos é importante, continue lendo este texto!

O que são alimentos orgânicos?

Você também já deve ter ouvido falar em agrotóxicos, mas, talvez, não faça ideia do quanto eles realmente podem ser prejudiciais para a saúde.

Os alimentos naturais, também chamados de “alimentos de verdade”, são aqueles produzidos sem estes componentes — além dos agrotóxicos sintéticos, também são usados hormônios, fertilizantes, antibióticos e transgênicos — e podem ser de origem vegetal ou animal.

Os produtos orgânicos de origem vegetal têm no solo sua principal fonte de nutrição. Afinal, ele é a base de todo o trabalho orgânico. Os de origem animal, por sua vez, se baseiam na criação de animais sem o uso de hormônios, anabolizantes e drogas como os antibióticos.

Quanto a isso, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para que seja considerado orgânico, o produto precisa ser cultivado em um ambiente que preze pela sustentabilidade ambiental, social e econômica, e valorize as comunidades rurais.

Como se percebe, não se trata apenas de dispensar os agrotóxicos e outras drogas. Há também a preocupação com o equilíbrio do ecossistema para que resulte em plantas mais resistentes a pragas e doenças.

Assim, em vez de usar pesticidas, por exemplo, a própria natureza cria mecanismos de autopreservação.

Por que devemos consumi-los?

Se deseja ter uma vida mais saudável, livrar-se dos agrotóxicos e demais toxinas provenientes de frutas, verduras e legumes é uma boa alternativa. Assim, quando escolher comprar uma fruta, verdura ou legume orgânico, terá a certeza de que está optando pela alternativa mais sustentável.

Além disso, se você se preocupa com o futuro do planeta e apoia medidas de cultivo naturais, eis outro bom motivo para rever seus conceitos alimentares. Dessa forma, estará contribuindo para a preservação do meio ambiente e o fortalecimento da agricultura familiar.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), se consumidos em excesso, os agrotóxicos causam intoxicação alimentar, reações alérgicas, distúrbios hormonais, problemas neurológicos e até mesmo câncer.

Ainda segundo ANVISA, os alimentos mais contaminados são:

  • pimentão (91,8%);
  • morango (63,4%);
  • pepino (57,4%);
  • alface (54,2%);
  • cenoura (49,6%);
  • abacaxi (32,8%).

Como se pode observar, são alimentos consumidos no dia a dia e que, para a maioria das pessoas, são indispensáveis. Isso significa que ingerimos diariamente essas toxinas, e o fazemos por muitos anos.

Então, está mais do que na hora de buscar meios de adotar um hábito alimentar mais saudável, não é?

Quais seus principais benefícios?

Como vimos, ser totalmente livre de insumos artificiais e adubos químicos já é um benefício e tanto. Mas não é apenas isso que faz dos orgânicos uma grande tendência para o futuro. Abaixo, reunimos mais alguns benefícios que valem a pena conhecer:

1. São mais saborosos e nutritivos

Sem a presença dos químicos presentes nos pesticidas e venenos utilizados no cultivo tradicional, o aroma e sabor das frutas, verduras e legumes são mais intensos. Sendo assim, eles conquistam a mesa das pessoas e provam que a alimentação orgânica vale a pena.

Quanto ao valor nutritivo, apesar de existirem conflitos de opiniões, já existem estudos que dão a esses alimentos o primeiro lugar quando se trata de valor nutritivo, afinal estão em crescendo em um solo saudável! É o caso de uma análise feita pela Universidade de Newcastle — e que você confere logo abaixo.

2. Têm mais antioxidantes

De acordo com este estudo feito na Universidade de Newcastle, na Inglaterra, as safras orgânicas possuem mais antioxidantes (16 a 19%) que as convencionais.

E esses antioxidantes impedem que os radicais livres oxidem as células, e estão relacionados à prevenção de muitas doenças — inclusive as degenerativas e cardiovasculares. Mas não para por aí!

A pesquisa ainda revela que as safras orgânicas possuem níveis de metais tóxicos e pesticidas bem menores do que os utilizados na agricultura convencional.

3. São bons para o futuro do planeta

Talvez a natureza seja uma das maiores beneficiadas com o cultivo orgânico. Sabe por quê?

Os agrotóxicos liberados nas plantações atravessam o solo e chegam aos lençóis de água, poluindo rios e lagos. Além disso, os solos também sofrem erosão com o contato desses agentes químicos.

Não é à toa que a proteção e a conservação dos recursos naturais é um dos principais motivos que levam muitas pessoas a optarem por uma alimentação orgânica. Assim, com o cultivo orgânico, o planeta inteiro ganha com a conservação da água e a preservação dos solos.

E as técnicas de cultivo da agricultura natural se baseiam em recursos renováveis, garantindo ainda a reciclagem de resíduos, conforme orienta a Lei n ° 10.831, que regulamenta a produção orgânica no Brasil.

Viu como as futuras gerações só têm a ganhar com o cultivo de produtos orgânicos?

4. São produtos certificados

A qualidade desses produtos é atestada por um Selo de Certificação obrigatório, fornecido por associações de agricultura orgânica ou até por órgãos certificadores independentes. Assim, você tem a certeza de que está comprando um produto realmente orgânico.

E eles fiscalizam e acompanham esses alimentos desde a sua produção até a comercialização, garantindo ao consumidor um produto livre de qualquer resíduo tóxico. Você pode encontrar o selo de certificação no rótulo das mercadorias, por isso, nunca se esqueça de conferir.

5. Estimulam a agricultura familiar

Isso mesmo! Ao comprar qualquer orgânico, você ainda fortalece o pequeno produtor e a autossustentação da propriedade agrícola, diminuindo nossa dependência das energias não renováveis e, principalmente, contribuindo para a preservação da saúde ambiental e humana.

Enfim, como você pode notar, aderir ao consumo desses produtos não carrega uma responsabilidade apenas individual, pela sua saúde e bem-estar.

Também implica em uma responsabilidade ambiental e social, já que a agricultura orgânica representa um novo mundo, pautado na sustentabilidade e qualidade de vida de todos os seres.

E então, está convencido/a a consumir alimentos orgânicos? Acha que vale a pena mudar de hábitos e partir para uma alimentação mais natural? Deixe-nos um comentário com a sua opinião e contribua para o debate!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This