conheca-tudo-sobre-a-agricultura-biodinamica.jpeg

Conheça tudo sobre a agricultura biodinâmica

A agricultura tem desempenhado papel fundamental na sociedade humana e serviu de base para o desenvolvimento das primeiras civilizações, as quais atrelavam sua prática a um ato sagrado e de extrema importância cultural. Entretanto, com o desenvolvimento do comércio, o homem passou a ver a prática agrícola como fonte de lucro e desenvolveu técnicas que possibilitam aumentar a produtividade do solo em detrimento da saúde do meio ambiente. É nesse contexto que surge a agricultura biodinâmica.

Entenda o que é e quais as vantagens desse modo de cultivo sustentável que está ganhando cada vez mais espaço nas discussões atuais sobre o meio ambiente. Confira!

O que é a agricultura biodinâmica?

Apesar das modernas técnicas de cultivo, o agronegócio permanece como o maior agente causador de impactos ambientais da atualidade. Isso ocorre porque extensas áreas são desmatadas para dar lugar a plantações que diminuem a biodiversidade e demandam grandes quantidades de defensivos agricolas, que acabam contaminando os solos e águas da região.

Com o intuito de reverter essa situação, diversos cientistas e filósofos começaram a debater quais seriam os melhores sistemas de produção para a preservação do meio ambiente. Assim, em 1924, durante uma sessão de palestras nos arredores da Breslávia, na Polônia, o filósofo austríaco Rudolf Steiner, apresentou a agricultura biodinâmica.

Esse novo modelo consiste na retomada da força original da agricultura por meio da construção de um ambiente autossustentável e com o mínimo de intervenção exterior. Dessa forma, uma propriedade rural deve ser capaz de prover tudo o que necessita, criando um ambiente vivo, equilibrado e protegido.

Para alcançar tal objetivo, Steiner defende a ideia de que uma fazenda ou sítio deve integrar todos os seus elementos agrícolas, como insumos do campo, fruticultura, pastagens, etc. Além disso, é preciso preservar áreas de florestas e mananciais para que haja o mínimo de impacto negativo ao meio ambiente.

Como esse tipo de cultivo não permite o uso de defensivos agrícolas e fertilizantes químicos, para atender a demanda do mercado, o agricultor deve realizar compostos, uma espécie de adubo natural feito a partir de recursos encontrados na própria fazenda, como restos de alimentos e estrume de ruminantes, responsáveis por dar vida ao solo.  Além disso são também utilizados os preparados biodinâmicos que são potencializadores para a terra e as plantas, como se fosse uma homeopatia.

Qual a diferença entre agricultura biodinâmica e orgânica?

Para quem ainda está se familiarizando com esse tipo de cultivo, é comum não ver diferenças entre a agricultura orgânica e a biodinâmica, uma vez que ambas visam a manutenção do meio ambiente e a não utilização de produtos químicos para o cultivo, contudo, elas se diferenciam em relação ao sistema produtivo e aos seus princípios.

A agricultura biodinâmica defende a retomada da força da agricultura primordial, isto é, acredita que o uso da terra deve ser uma forma de integrar o ser humano à natureza tanto em nível social quanto espiritual. Dessa forma, a produção de cultivos agrícolas não deve estar atrelada unicamente a interesses financeiros, mas sim à uma busca pelo equilíbrio do homem com o meio ambiente.

Além disso, essa agricultura acredita que os elementos cósmicos, como o movimento dos astros — especialmente da lua, podem influenciar diretamente a vegetação, sendo essa uma manifestação do cosmos. Portanto, utilizam o calendário astrológico para determinar qual a melhor época de plantio para determinada variedade agrícola, além de outras ferramentas não convencionais.

Em contrapartida, a agricultura orgânica não utiliza nenhum desses métodos biodinâmicos, tampouco defende uma ligação a nível espiritual com a terra, apenas defende o uso mais consciente do solo e dos recursos naturais visando a não utilização de produtos químicos nas culturas. Além disso, não enxerga a fazenda como um indivíduo único e vivo, mas sim como uma propriedade a ser cultivada. 

Sendo assim, pode se dizer que ambos se preocupam com o meio ambiente e trazem benefícios,  o que muda de fato são os meios de cultivo dessas agriculturas, tendo em vista que a biodinâmica adota uma visão que inclui as influências cósmicas que que acaba trazendo mais vitalidade ao alimento.

Onde a agricultura biodinâmica está presente?

Atualmente, a agricultura biodinâmica está presente em cerca de 40 países que representam um total de 4900 produtores. Diferente do que muitos imaginam, a maior quantidade desses agricultores encontra-se na Alemanha, representando um total de 45% da produção mundial.

Apesar de não ser muito popular no Brasil, o movimento possui desde 1982 a Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica (ABD), que é responsável por difundir os ideais biodinâmicos, e também oferece cursos e ferramentas para auxiliar novos agricultores.

Quais os benefícios da agricultura biodinâmica?

Para desfrutar de todos os benefícios desse novo modo de produção agrícola, é importante que o consumidor veja se o alimento possui o selo Demeter ou Biodinamico que verifica a autenticidade de produtos biodinâmicos. Conheça a seguir 5 dos principais benefícios da agricultura biodinâmica.

1. Preservação do meio ambiente

Assim como na agricultura orgânica, uma das principais vantagens desse novo tipo de produção se dá na não utilização de produtos químicos, além de utilizar técnicas como a rotação e consorciação de culturas, de modo a tornar seu impacto ao meio ambiente mínimo.

Do mesmo modo, cerca de 10% da área da propriedade rural deve ser destinada à vegetação nativa, permitindo assim a manutenção da biodiversidade da fauna e flora locais, além de não comprometer os recursos naturais do local.

2. Promove o equilíbrio entre homem e natureza

Esse é um dos principais benefícios desse sistema agrícola, pois ao integrar todos os meios da propriedade rural, o agricultor promove um ambiente harmonioso e responsável, que consome apenas o necessário para que haja a reposição orgânica dos recursos naturais, ou seja, é uma agricultura altamente consciente e sustentável.

3. Comprova a segurança alimentar

Diferente da agricultura convencional, esse tipo de cultivo conta com um órgão internacional para verificar a autenticidade dos alimentos biodinâmicos, sendo assim, são produtos que tornam seus meios de produção transparentes e seguros para o consumo.

Além disso, esse tipo de alimento dispensa a utilização de sementes transgênicas, que ainda são alvo de intenso estudo na comunidade científica, uma vez que podem conter substâncias alergênicas desconhecidas aos consumidores.

4. Oferece uma vida mais saudável

Assim como os produtos orgânicos, esse tipo de alimento não utiliza fertilizantes nitrogenados e inseticidas nas culturas plantadas, sendo assim, não oferece riscos para a saúde humana, sendo ideal para quem possui filhos ou busca uma vida mais saudável.

5. Gera empregos no campo

Outro diferencial importante desse tipo de agricultura é a humanização dos meios de produção do campo. Como um dos objetivos desse modelo é a mínima utilização de recursos exteriores à fazenda e a não utilização de maquinário pesado, é necessário que haja mão de obra humana para realizar o plantio e colheita dos insumos agrícolas.

Sendo assim, trata-se de uma agricultura mais humanizada e holística, uma vez que disponibiliza empregos em um cenário de mecanização intensa da agricultura, o qual milhares de pessoas perdem empregos diariamente.

A agricultura biodinâmica propõe, portanto, um cotidiano mais sustentável e em mais harmonia com a natureza, uma vez que o conceito dessa técnica de cultivo busca justamente harmonizar os elementos naturais com a força humana, permitindo assim um equilíbrio entre ambos.

E você, está pronto para adotar a agricultura biodinâmica na sua vida? Assine nossa newsletter e fique por dentro de mais tendências ecológicas como essa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This