diferencas-entre-substancias-alergenicas-toxicas-e-antinutricionais.jpeg

Diferenças entre substâncias alergênicas, tóxicas e antinutricionais

Provavelmente você já deve ter ouvido falar que alguns produtos, ao serem utilizados em concentrações acima do aceitável ou consumidos por indivíduos sensíveis, podem causar diversas reações indesejáveis. Isso ocorre porque esses produtos contêm substâncias alergênicas, tóxicas ou antinutricionais.

Mas, afinal, de que se trata cada uma dessas substâncias e como podemos ficar atentos à presença delas?

O que são substâncias alergênicas

Os alergênicos são substâncias capazes de provocar reações alérgicas no corpo, fazendo com que o organismo de pessoas com hipersensibilidade e sob exposição extrema a essas substâncias apresentem ao sistema imunológico um sinal de alerta, gerando a alergia.

Essas substâncias podem ser encontradas em cosméticos e produtos como perfumes e sabonetes. Alguns exemplos são cetonas, lanolina e óleos cítricos, entre outros. As reações adversas podem incluir irritação na mucosa, erupções cutâneas e urticárias.

As alergias também podem ser causadas pelo contato com animais de estimação, como gatos, cachorros, hamsters e coelhos, podendo causar reações como urticárias agudas e rinite.

As substâncias alergênicas também são encontradas em alguns alimentos. O glúten, a lactose, crustáceos, ovos e amendoins são alguns dos produtos que podem desencadear alergias. Entre as principais reações, estão vômitos, urticária e problemas gastrointestinais.

Vale ressaltar que, de acordo com a Resolução – RDC 26/2015 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), as indústrias alimentícias devem informar nos rótulos das embalagens a presença de ingredientes alergênicos.

O que são substâncias tóxicas

As substâncias tóxicas são encontradas na natureza ou produzidas pelo ser humano, podendo ser prejudiciais à saúde de qualquer ser vivo se ingeridas ou se entrarem em contato com a pele, os olhos ou as membranas mucosas.

Presentes no dia a dia das pessoas, elas podem ser encontradas em produtos como esmaltes, acetona, inseticidas, fertilizantes, produtos de limpeza e desinfetantes, cigarros, produtos alimentares, plantas e medicamentos, entre outros.

A escova progressiva, muito utilizada pelas mulheres, contém formol, uma substância tóxica que pode causar câncer, problemas nas vias nasais e queimaduras, se o produto for utilizado em excesso.

Essas substâncias também podem causar prejuízo ao meio ambiente se a sua utilização não for correta, como nos casos de vazamentos desses produtos, que afetam a saúde humana por meio do consumo de água e peixes contaminados.

Na produção agrícola, as substâncias tóxicas têm a capacidade de permanecer por um longo período no meio ambiente, e o uso de agrotóxicos em excesso no controle de pragas pode contaminar a terra e os alimentos.

O nível de intoxicação dependerá da quantidade do produto e da sensibilidade da pessoa, sendo que alguns produtos são altamente tóxicos mesmo em pequenas doses.

O que são substâncias antinutricionais

Substâncias antinutricionais são encontradas em alimentos de origem vegetal, e servem como proteção para as plantas se defenderem de predadores como insetos, bactérias, animais e nós, seres humanos.

Ao serem consumidas, são capazes de reduzir o valor nutritivo contido nesses alimentos, provocando reações de inibição da digestão e absorção de proteínas e nutrientes, diminuindo a biodisponibilidade de aminoácidos essenciais e minerais e podendo interferir nos processos biológicos.

Essas sustâncias podem ser encontradas naturalmente em alguns vegetais folhosos, tomates, nozes, cacau e leguminosas como soja e feijão, entre outros alimentos.

Cada substância antinutricional apresenta alguns aspectos negativos específicos, tais como:

  • Fitatos: reduzem a biodisponibilidade de minerais;
  • Oxalato: promove formação de cálculos renais e irritação na mucosa intestinal;
  • Taninos: reduzem a digestibilidade de proteínas;
  • Nitritos: favorecem a formação de substâncias carcinogênicas;
  • Inibidores de proteases: inibem enzimas proteolíticas.

Vale ressaltar que o modo de preparo dos alimentos antes do consumo pode suavizar ou reverter essa situação. Isso porque alguns processos culinários, como cozimento, fervura e maceração, eliminam parcialmente ou totalmente os fatores antinutricionais, melhorando a qualidade nutricional dos alimentos.

As substâncias antinutricionais, se ingeridas em excesso, são prejudiciais. Dessa forma, é essencial ingerir alimentos variados, para que se possa obter a quantidade ideal de nutrientes para a manutenção da saúde.

Diferenças entre substâncias alergênicas, tóxicas e antinutricionais

Cada uma dessas substâncias tem uma ação diferente no organismo humano. As alergênicas desencadeiam reações naturais do organismo em razão de alguma sensibilidade já existente. Isso provoca os sintomas característicos da alergia.

As substâncias tóxicas, por sua vez, alteram as funções orgânicas do corpo, causando prejuízos para as células e para os tecidos por meio do contato com agentes nocivos. Por fim, as substâncias antinutricionais impedem que o organismo aproveite satisfatoriamente os nutrientes que são ingeridos na alimentação.

Como as substâncias alergênicas, as tóxicas e as antinutricionais podem causar diversos prejuízos para o organismo humano, interferindo na saúde e na qualidade de vida, é preciso evitar o contato com todas elas.

É essencial ter muito cuidado com a qualidade dos alimentos ingeridos e da água utilizada no preparo das refeições. Isso porque podemos ter contato com diversas substâncias nocivas por meio dos alimentos e de bebidas.

Também é preciso ter cuidado com os produtos que utilizamos, tanto aqueles para limpeza da casa quanto os de higiene pessoal. Além disso, os cosméticos também merecem muita atenção se a pessoa for alérgica. Os medicamentos também podem ser perigosos, e é essencial ter controle sobre aquilo que está sendo utilizado para a manutenção da saúde e a prevenção de doenças.

O ideal é optar por produtos que ofereçam o menor risco possível de desencadear problemas de saúde. Esse é o caso daqueles de origem orgânica, os naturais e os hipoalergênicos.

Todos eles são desenvolvidos com formulação mais suave, que provocam menos reações adversas ou nenhuma delas. No caso dos alimentos orgânicos, eles ainda são livres de substâncias agrotóxicas, sendo assim, são saudáveis para todas as pessoas.

A melhor forma, portanto, de evitar os perigos que as substâncias alergênicas, tóxicas e antinutricionais podem causar, é controlando aquilo que utilizamos no dia a dia, especialmente os produtos de limpeza e higiene, grandes causadores de reações adversas. Dessa forma, podemos garantir mais saúde e qualidade de vida para nós e para nossa família.

Agora que você já conhece as diferenças entre as substâncias alergênicas, tóxicas e antinutricionais, continue informado: assine a nossa newsletter e fique por dentro das principais novidades sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This