tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-produtos-de-limpeza.jpeg

Tudo que você precisa saber sobre produtos de limpeza

Entrar em casa e sentir aquele cheirinho agradável no ar, resultante de um local limpo e fresco, é uma das melhores sensações que uma pessoa pode experimentar, não é mesmo? E não é para menos! Com a rotina corrida e estressante que levamos hoje em dia, ter um lar limpinho e aconchegante nos esperando no fim do dia se tornou sinônimo de refúgio, paz, tranquilidade e relaxamento.

Entretanto, quando o assunto é a limpeza da sua casa, a verdade é que, muitas vezes, sem sequer imaginar, você pode estar prejudicando de maneira significativa o meio ambiente e, pior do que isso, pondo a sua saúde e a de todos os que vivem com você em risco! Do que estamos falando? Dos produtos de limpeza.

Talvez você nunca tenha parado para refletir sobre isso, mas saiba que, provavelmente, há um verdadeiro arsenal químico com potencial tóxico em sua dispensa ou armário de manutenção da casa. Os produtos de limpeza mais comuns possuem, em sua composição, uma grande quantidade de compostos químicos que, quando não manejados com cuidado ou se misturados a outros compostos, podem causar danos bastante graves.

Mas, afinal, qual a solução para o impasse? Seria o caso de simplesmente não usar mais produtos de limpeza e deixar a sua casa virar um caos de sujeira? Claro que não! A boa notícia é que já existem excelentes alternativas para contornar esse problema sem abrir mão de uma casa fresca, perfumada, higienizada e limpíssima!

Quer descobrir como? Então, siga com a gente na leitura do post de hoje, pois é exatamente sobre os produtos de limpeza que nós vamos falar! Confira, abaixo, tudo o que precisa saber sobre o assunto e veja como escolher as opções mais adequadas para você, sua família e, principalmente, sua casa. Vamos lá?

1. Saiba como escolher produtos de limpeza

Vivemos, atualmente, na era do consumo desenfreado. A cada dia, recebemos enxurradas de estímulos que nos predispõem a adquirir a mais ampla gama de produtos ou serviços, e isso, muitas vezes, sem sequer necessitarmos realmente deles, não é verdade?

Com os produtos de limpeza, essa realidade não é diferente. Basta uma rápida visita à sessão dedicada a eles no supermercado para observar a imensa quantidade de produtos, finalidades e marcas disponíveis, com um anunciante prometendo mais milagres do que o outro.

Há alguns anos, um mesmo produto — desinfetante, por exemplo — era utilizado para a limpeza de diversas superfícies e cômodos da casa. Já hoje, há uma infinidade de produtos com finalidades bem específicas. O resultado? Você acaba com um verdadeiro arsenal de limpeza, que contém dezenas de produtos de limpeza, cada um destinado a um objetivo, e sem ter a menor ideia dos componentes de cada um.

E é exatamente aí que mora o perigo! Você pode pensar que misturar sabão em pó, água sanitária e amoníaco será uma solução excelente para deixar o seu banheiro brilhante, cheiroso e livre de germes, certo? Pois saiba que a fumaça resultante das reações químicas provenientes dessa mistura é absurdamente tóxica e, se inalada em grandes quantidades, pode levar a sérios problemas!

Em função disso, é extremamente importante que você saiba escolher corretamente os produtos de limpeza que levará para a sua casa. Confira, abaixo, algumas dicas que podem ser bastante úteis quando se trata desse assunto:

Menos é mais!

Regra número um. Acredite: não é preciso ter dezenas de produtos de limpeza no armário para ter uma casa limpa e cheirosa. Economize tempo e dinheiro comprando itens essenciais e que possuem uma aplicabilidade ampla. Listamos, abaixo, os produtos-chave que você deve ter em casa para garantir uma limpeza 100%.

  • Sabão em pedra: sim, aquele mesmo, da época de nossas avós. Muito eficaz, ainda possui a vantagem de conter poucos (ou nenhum) ingredientes tóxicos em sua composição. Utilize o azul para limpar alumínios, o de coco, para roupas brancas e delicadas, e o de glicerina, para tecidos.
  • Álcool: poucos produtos são tão bons para a desinfecção de superfícies quanto o bom e velho álcool. Utilize-o em vidros, metais e espelhos, sempre na concentração de 70%, a mais eficiente para eliminar germes e bactérias.
  • Desengordurante: excelente para a limpeza de fogões, fornos e azulejos de cozinha.
  • Desinfetante: indicado para a limpeza de pisos, cozinha e banheiros, o desinfetante garante a higienização de toda a casa.

Atenção ao rótulo!

Jamais adquira um produto de limpeza sem ler atentamente as informações contidas no rótulo. As empresas fabricantes são obrigadas a descrever os potenciais riscos à saúde que a utilização do produto pode trazer e também o seu nível de toxicidade. Além disso, devem informar se a solução é ou não inflamável ou se é necessário utilizar algum equipamento de segurança durante a aplicação, como luvas ou óculos.

Quanto mais natural, melhor!

Cada vez mais, cresce a preocupação com o meio ambiente e a natureza. Afinal, praticamente todas as pessoas já estão cientes de que, se continuarmos a utilizar os recursos naturais de nosso planeta de maneira não renovável e desenfreada, em pouquíssimo tempo, vamos sofrer com as consequências desse comportamento.

Em função do maior nível de conscientização ambiental da população, muitas empresas têm investido na criação de linhas de produtos sustentáveis e amigas da natureza. Utilizando matérias-primas menos tóxicas e nocivas e que se degradam mais rapidamente, eles são uma excelente opção para quem deseja fazer a sua parte, contribuindo por um planeta menos contaminado.

Mas atenção! Muito cuidado ao escolher produtos de limpeza que se dizem biodegradáveis, ok? Apesar de essa palavra estar comumente associada a bons tratos com o meio ambiente, um produto biodegradável nem sempre é ecológico.

O termo biodegradação é utilizado para designar compostos que são naturalmente degradados por bactérias presentes no meio ambiente em um período relativamente curto de tempo (semanas ou meses). Porém, em muitas situações, como é o caso dos produtos de limpeza que possuem derivados do petróleo em sua composição, a biodegradação ocorre, mas os resíduos gerados por ela são tão ou até mesmo mais tóxicos do que os componentes originais.

Por isso, mais uma vez, fique de olho no rótulo! Além de biodegradável, busque por termos como “ecológico” e “ecofriendly”, ou por algum selo de qualificação ambiental. Dessa maneira, as chances de o produto realmente ser amigo do meio ambiente são muito maiores.

De olho nos concentrados! 

Seguindo a linha sustentável, hoje em dia, existem muitos produtos de limpeza que possuem uma versão concentrada disponível para a compra. As opções concentradas, além de utilizarem menos água para a fabricação e serem acondicionadas em embalagens menores (características que ajudam na preservação do meio ambiente), costumam ter um excelente custo-benefício.

Ou seja, quando utilizados na diluição sugerida pelo fabricante, possuem alta eficácia e grande durabilidade. Por isso, sempre que possível, opte por adquirir seus produtos de limpeza preferidos na versão concentrada.

2. Conheça os diferentes tipos de produtos de limpeza

Já comentamos neste post que a composição química dos produtos de limpeza que utilizamos em nosso cotidiano é bastante variada. Dependendo do objetivo ao qual se destinam, as substâncias adicionadas são distintas. Assim, há diferentes tipos de produtos de limpeza, que se encaixam em categorias, de acordo com os elementos de composição.

Dentro desse contexto, é super importante que você saiba quais são essas categorias e os potenciais riscos de cada grupo de elementos. Dessa maneira, é possível, além de eleger produtos menos tóxicos e perigosos, saber utilizá-los e manuseá-los de maneira correta e segura.

Confira, abaixo, os diferentes tipos de produtos de limpeza disponíveis no mercado atualmente:

Pesados alcalinos

São produtos que contêm carbonato de sódio em sua composição. Essa substância é classificada como uma base forte e, por isso, possui um potencial de remoção de gordura extremamente alto.

Geralmente, os produtos que se destinam ao desentupimento de canos, tubulações de esgoto e ralos encaixam-se nessa categoria. Porém, apesar de sua eficácia comprovada na remoção de gorduras difíceis, o carbonato de sódio é um produto com alto potencial corrosivo. Por isso, quando não manuseado com o devido cuidado, pode causar queimaduras graves. Além disso, esse tipo de produto jamais deve ser utilizado em superfícies de alumínio, pois tem o poder de corroer o metal.

Leves alcalinos

Apesar de também serem alcalinos, os produtos que se encaixam nessa categoria contêm bicarbonato de sódio em sua composição, uma base bem menos forte do que o carbonato de sódio. Dessa maneira, os produtos leves alcalinos não possuem potencial corrosivo e são seguros para crianças e animais de estimação.

Eles costumam atuar como desengordurantes em áreas não tão incrustadas e podem ser utilizados em superfícies mais delicadas, sem risco de danos ao material.

Ácidos fortes

Encaixa-se nessa categoria todo o produto que contém ácidos considerados fortes em sua composição, como o ácido fosfórico e o ácido fluorídrico. Por possuírem altíssima capacidade desinfetante, eliminando fungos, germes e bactérias, os produtos dessa categoria são bastante utilizados na limpeza de pisos e azulejos de banheiros, bem como em pias e vasos sanitários.

Entretanto, os ácidos fortes também possuem um alto potencial corrosivo e não são indicados para a utilização em superfícies de concreto, tecido e metal. Além disso, podem provocar queimaduras quando em contato com a pele. Em razão disso, é necessário proteger-se ao utilizar essa categoria de produto, como luvas e até mesmo óculos de proteção.

Ácidos suaves

Geralmente, os limpadores multiuso, encontrados em qualquer supermercado, encontram-se nessa categoria. São fabricados com a adição de ácidos menos corrosivos e perigosos, como o cítrico e o acético.

Eles possuem o poder de eliminar o limo de pias e vasos sanitários, bem como manchas de ferrugem de uma ampla gama de superfícies. Por serem mais suaves e menos perigosos do que os produtos que contêm ácidos fortes, podem ser utilizados perto de crianças e animais domésticos.

Solventes

Como o próprio nome sugere, os produtos solventes têm o poder de dissolver outras substâncias, como gordura ou graxa. Nessa categoria, estão a acetona e o álcool. Os solventes são os principais componentes dos produtos que prometem tirar manchas de superfícies e tecidos.

O grande risco que essa categoria de produtos de limpeza oferece é o seu alto poder inflamável e combustível. Por essa razão, sempre devem ser mantidos longe do fogo, de superfícies quentes e de ambientes com calor excessivo.

Sabões e detergentes

Sendo os grandes coringas da limpeza, os sabões e os detergentes são produtos que passam pelo processo industrial denominado de saponificação. Eles têm o poder de emulsionar gorduras e graxas e, por isso, são muito utilizados na lavagem de louças, pisos, roupas e superfícies em geral.

Em comparação com as demais categorias, os sabões e detergentes possuem um Ph mais próximo do neutro, sendo assim menos agressivos para a pele, porém não menos tóxicos à saúde e ao meio ambiente, especialmente os petroquímicos. Muitos possuem em sua composição, substâncias potencialmente alergênicas (capazes de provocar alergias), é possível que pessoas mais sensíveis apresentem algum sintoma, especialmente na pele.Já os produtos de base vegetal e ingredientes naturais, são os menos tóxicos para nossa saúde e para o meio ambiente.

3. Descubra os riscos dos produtos químicos

Como você deve ter percebido na leitura do tópico anterior, muitos dos agentes químicos utilizados na fabricação e produção dos produtos de limpeza que utilizamos em nosso cotidiano são tóxicos e perigosos, tanto para a saúde humana quanto para o meio ambiente. Mas, afinal, quais são exatamente esses riscos? Continue a leitura e fique por dentro!

Os riscos à saúde humana

Ácidos, bases, solventes, tensoativos, corantes, fragrâncias… A lista de substâncias presentes nos produtos de limpeza que podem causar danos à saúde humana é extensa.

Água sanitária, solventes, desentupidores, amoníaco, entre outros, são produzidos com elementos químicos extremamente fortes e corrosivos. Quando em contato com a pele, podem causar queimaduras bastante graves. Além disso, certos vapores provenientes de misturas desses tipos de produtos com outros ou até mesmo com água podem causar alergias severas em mucosas e nos olhos, que podem levar, inclusive, à perda de visão.

Porém, engana-se quem pensa que somente esses produtos considerados “fortes” podem ser prejudiciais à nossa saúde. Algumas vezes, até mesmo detergentes e sabões em pó podem causar danos.

Este é o caso de quem é alérgico a algumas substâncias presentes em produtos de limpeza comuns, como os tensoativos petroquímicos, por exemplo. Ao fazerem uso prolongado e contínuo dessas substâncias, pessoas com propensão podem desenvolver alergias sérias, como a dermatite de contato.

A dermatite de contato causa vermelhidão, ardor e coceira nas regiões que entraram em contato direto com a substância alergênica. Por isso, é mais comum que as feridas apareçam na região das mãos e dos braços. Caso não sejam tratadas e a exposição ao produto continue, o quadro pode se agravar, com o surgimento de bolhas e infecções cutâneas.

Por fim, quem tem crianças ou animais de estimação em casa deve ter ainda mais cuidado com o manuseio, o armazenamento e a utilização dos produtos de limpeza. Os incidentes envolvendo esse tipo de substância estão entre os mais comuns quando se trata de acidentes domésticos. Envenenamento por ingestão, inflamações, alergias oculares e cutâneas e graves queimaduras são os principais.

Por isso, sempre armazene os produtos de limpeza em local seguro, longe do alcance de seus filhos e de seus pets. Destinar um armário exclusivo para esse fim, com certa ventilação de ar e temperatura adequada e que possa ser trancado, é o mais indicado.

Os riscos ao meio ambiente

Por mais cuidadoso e prevenido que você seja com os produtos que utiliza para a limpeza de seu lar, saiba que você pode estar, indiretamente, afetando a si mesmo e a sua família com a utilização de determinados compostos. Muitos produtos de limpeza possuem, em sua composição, listas enormes de substâncias altamente agressivas ao meio ambiente.

Quando você joga a sujeira de sua casa pelo ralo, ela não desaparece! Os produtos diluídos descartados na pia vão parar em corpos d’água, como rios, mares e lagos, e, nesses pontos, podem permanecer por períodos muito longos de tempo, alterando completamente o ecossistema da região e contaminando água, solos e atmosfera.

O tripolifosfato e fosfatos, por exemplo, tem o poder de alterar completamente a comunidade de microrganismos presentes em um rio. Além de matar as bactérias naturalmente presentes no ambiente, a presença dessa substância favorece a proliferação de um tipo de alga vermelha. Em alguns casos, o aumento da população bacteriana é tanta que o rio muda de cor, ganhando uma tonalidade avermelhada, em um processo denominado de eutrofização.

Os tensoativos petroquímicos, presentes em muitos detergentes também têm o poder de prejudicar o meio ambiente. Esse tipo de substância se deposita na superfície dos rios e impede que o oxigênio atmosférico se dissolva na água. O resultado? Alta nas taxas de mortalidade de peixes, invertebrados e microrganismos, que, sem oxigênio, acabam morrendo asfixiados.

Isso tudo sem falar que algumas substâncias, mais difíceis de serem degradadas, como os derivados do petróleo, por exemplo, acabam se acumulando na água e, mesmo ao passar por estações de tratamento, é impossível retirá-las. Assim, a água que chega nas torneiras e nos chuveiros de sua residência pode conter traços dessas substâncias que, quando ingeridas continuamente, podem causar danos à saúde e até mesmo tumores.

Em função disso, sempre que possível, prefira adquirir produtos de limpeza que possuem o menor número possível de substâncias que possam agredir o meio ambiente. O planeta e a sua saúde agradecem!

4. Veja os benefícios dos produtos hipoalergênicos

Se você leu este post até aqui, provavelmente está preocupado com tantos riscos potenciais que o uso de produtos de limpeza pode trazer a você e à sua família, certo? Mas calma! A boa notícia é que há solução! Você pode diminuir sensivelmente esses riscos sem ter que abrir mão de ter uma casa limpinha e cheirosa! Como? Investindo na compra de produtos hipoalergênicos e sustentáveis.

Produtos hipoalergênicos são aqueles fabricados sem nenhuma substância potencialmente alergênica. Ou seja, os fabricantes não utilizam nenhum produto que já tenha causado alergia em humanos ou animais. Isso quer dizer que os produtos hipoalergênicos são 100% eficazes quando se trata de não causarem alergia?

Na verdade, é impossível prever como cada pessoa reagirá à utilização de uma substância. Assim, o nível de eficácia dos produtos hipoalergênicos beira os 98%, o que já é um excelente percentual para aqueles que desejam proteger a sua própria saúde e a de sua família, certo?

Os produtos hipoalergênicos naturais, de base vegetal,  são fabricados com matérias-primas de origem vegetal, como óleos saponificados, sem tensoativos que podem causar alergias graves. Além disso, são utilizados óleos essenciais de flores e frutas para as fragrâncias e perfumes e corantes naturais também derivados de plantas, como o betacaroteno e a clorofila, que geram muito menos riscos à saúde e ao meio ambiente.

Por todas essas características, investir na compra de produtos de limpeza hipoalergênicos naturais, de base vegetal é uma excelente estratégia para manter o seu lar limpinho e agradável sem o risco de prejudicar a sua família!

Conclusão

Os produtos de limpeza já fazem parte da nossa rotina e estão presentes na maioria dos lares. Desde o simples detergente utilizado para lavar a louça, passando pelo sabão em pó e a água sanitária, todos os dias estamos expostos a eles.

Justamente por isso, é imprescindível conhecer todos os tipos existentes e os potenciais riscos que os produtos carregam consigo. Somente assim é possível fazer escolhas mais conscientes e seguras, protegendo você e sua família dos danos que os agentes químicos podem causar. E tudo isso sem ter que abrir mão do prazer que é ter uma casa limpa, cheirosa e aconchegante.

Por isso, não perca mais nenhum minuto! Coloque em prática, o quanto antes, todos os ensinamentos adquiridos durante a leitura deste post e renove, agora mesmo, o seu estoque de produtos de limpeza!

Investir em opções hipoalergênicas de base vegetal, sustentáveis e eficazes na limpeza de superfícies é a melhor maneira de proteger a si mesmo, a sua família, os animais de estimação e o meio ambiente dos estragos feitos pelos elementos tóxicos presentes nos produtos de limpeza convencionais. Acredite, você colherá os frutos dessa ação bem antes do que imagina!

E agora é a sua vez! Quais produtos de limpeza você costuma utilizar em sua casa? Eles te causam alguma alergia? Compartilhe a sua experiência com a gente nos comentários e contribua para enriquecer a discussão sobre esse assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This